Escola municipal de São Bernardo recebe visita de pesquisadores de Massachusetts

Por Natália Fernandes

 

Estudiosos conferiram boas práticas do programa municipal de aprendizagem criativa na EMEB Dr. Vicente Zammite Mammana nesta terça-feira (29/11)

As boas práticas de ensino por meio do programa municipal de aprendizagem criativa, mantido pela Prefeitura de São Bernardo, atraíram visitantes internacionais na tarde desta terça-feira (29/11). Pesquisadores da Universidade Tufts, de Massachusetts, nos Estados Unidos, estiveram na EMEB Dr. Vicente Zammite Mammana, no bairro Planalto, para conferir de perto a estrutura da unidade escolar e acompanhar atividades desenvolvidas entre professores e alunos que visam impulsionar o conhecimento por meio do brincar aliado ao conceito de educação maker e à tecnologia.

Um dos motes da visita dos pesquisadores da Universidade Tufts foi a aplicação na prática da iniciativa Tech and Play, criada pela Fundação Lego na busca por soluções que ampliem o conceito “learning through play with technology”, ou aprender brincando com tecnologia. Os estudiosos do programa de doutorado Alison Earnhart e Milan Dahal trabalham em projeto que visa a construção de motor inteligente com baixo custo de execução no qual as crianças possam desenvolver ações, denominado SmartMotors.

Conforme explica a secretária de Educação de São Bernardo, Silvia Donnini, todo o investimento da Administração municipal na rede municipal de ensino aliado às parcerias promissoras tem contribuído para o avanço da educação de qualidade. “Nossa rede tem sido estruturada de forma permanente para que esteja adaptada à educação do século XXI, proporcionando todo o suporte e metodologias inovadoras para o ensino-aprendizagem”, diz.

ESPAÇO MAKER – A aula acompanhada pelos pesquisadores da Universidade Tufts foi comandada pela professora de apoio pedagógico Silvia Marques de Souza no espaço maker da EMEB Dr. Vicente Zammite Mammana aos estudantes do 4º ano do Ensino Fundamental. A proposta da aula foi a criação de autômatos de papelão com mecanismos que permitem executar os movimentos do sistema solar em uma maquete. Para isso, os alunos utilizaram como matéria-prima itens recicláveis, lixo eletrônico e sucata, estimulando a sustentabilidade.

O espaço maker conta com oficina, ferramentas e bancadas de trabalho, além de kits de aprendizagem tecnológica. A ideia é inserir o conceito de maker, que significa a inserção dos alunos na construção do conhecimento, por meio de projetos e experiências práticas. O laboratório é totalmente preparado para a imersão no raciocínio lógico, criativo e de aplicação prática dos conteúdos citados em aulas. 

PROGRAMA ESCOLAS CRIATIVAS – São Bernardo está entre 17 redes públicas de educação do País que participam do Programa Escolas Criativas, iniciativa da Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa (RBAC), apoiada pela Fundação Lemann. O programa fomenta a implementação de soluções que ajudem a tornar a educação pública brasileira mais criativa, prazerosa, relevante, colaborativa e inclusiva para crianças de 6 a 12 anos. As ações começaram em julho de 2021, com formação para implementação de práticas de aprendizagem criativa – abordagem pedagógica que incentiva experiências mais criativas, mão na massa e relevantes em sala de aula.

Integrante da equipe de articulação pedagógica da Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa (RBAC), João Adriano Freitas destaca a importância de São Bernardo dentro do Programa Escolas Criativas. “Uma das características mais interessantes da rede municipal de São Bernardo é que ela é abrangente e, por isso, o trabalho utiliza metodologia que contempla esse universo, onde o aluno é o centro do processo de aprendizagem”, observa.


Acessibilidade
Contraste
Aumentar Fonte
Diminuir Fonte
© Todos os direitos reservados - Secretaria de Educação de São Bernardo do Campo | SE-311.2 - Serviço de Apoio aos Sistemas Educacionais

Desenvolvido por OLCO